Eu não sirvo para relacionamentos


Esse é mais um texto da série de "coisas que eu não sei lidar na minha vida", então vamos lá!

Eu não sirvo para relacionamentos primeiramente porque acho esse patamar falido. Assim como muitos ministérios, esse seria um que o Temer poderia fechar, mas não vamos falar de política. Eu não sirvo para essa coisa de mimimi, para as ligações no meio da madrugada cheias de afeto, frases grudentas e promessas furtivas. 

Eu não sirvo justamente porque não sou uma pessoa doce, não sou amável, sou direta, seca em alguns momentos até. Não aturo desaforo, mesmo que de brincadeira, aquela coisa que te sobre o sangue quando alguém é grosso contigo, grita ou fala contigo como se tu fosse a atendente de telemarketing que não resolveu teu problema depois de duas horas

Eu realmente não sirvo pra essa chatice. Eu, muitas vezes, prefiro uma xícara de chá, um filme e uma comidinha qualquer, sem ninguém gritando ou me perguntando o por que de eu estar tão quieta. Oras, estou quieta porque não tenho o que falar, e acredito que o silêncio é uma virtude, e essa virtude eu não costumo usar com qualquer um.

Normalmente eu falo muito, sem parar, coisas aleatórias, mas nos casos mais complexos de um relacionamento mais íntimo em que o olhar e o entendimento que se adquire do outro prevalece, prefiro o silêncio, é o mais próximo do amor que eu conheço. Ele diz tanto da gente, tem pessoas que não conseguem permanecer em silêncio com os outros, acredito que isso demonstre insegurança, eu era assim na minha infância, precisava ouvir as pessoas e ouvir delas que era amada e querida.

Hoje isso já não me abala, devo ser muito autoconfiante nesse aspecto porque não me importo se dizem ou não que gostam de mim, acho que é porque aprendi a ouvir o silêncio do olhar das pessoas. E pessoas que me irritam são essas que não conseguem ver nas entrelinhas, que não sentem e não percebem, querem a todo o custo agradar os outros sem olhar para dentro delas, pessoas sem amor próprio. Me irritam principalmente porque sei bem como é, fui assim, durante muitos anos, há pouco tempo me libertei e sei o quão difícil é.

Eu sou difícil, todos nós somos. Talvez eu me ache desqualificada para um relacionamento justamente por isso, não sei lidar comigo em alguns momentos e penso como conseguem lidar comigo. Sou daquelas que quando está só, quer um mar de gente a sua volta e quando tem esse mar de gente quer ficar enclausurada em seu quarto e uma meia duzia de bolachinhas doces.

Um ou dois livros no final de semana são meu sonho, uma casa só pra mim, com pessoas que me deixem ler em paz. Mas, o que eu arrumo? Gente que quer ouvir minha voz a cada minuto ou que quer me mostrar algo que eu não tenho interesse nenhum, como a nova cadela que o vizinho adotou que se chama Luna, é Pit Bull e tem dois meses e meio. O que isso acrescenta na minha vida? Pois é, nada.

É por isso e por outras coisas que eu penso não servir pra essa coisa complicada que é se relacionar com gente.

4 comentários:

  1. Oi~ Posts sobre relacionamento me atraem ahaha -q-'

    Osh, eu pensei que você estivesse com o menino loiro o.o' -deculpa ^^'
    Mas como assim você nao é doce? Mas o carinho é a melhor parte do relacionamento e os altos papos de madrugada cheio e promessas loucas que nunca ninguém sabe se vão ser cumpridas (ai se vão, eu fico possessa se nao forem....... -q-') eu gosto tanto dessa sensação de ter um mundo de só duas pessoas, sendo eu uma delas... ;-;

    Mas isso é uma verdade: você precisa aprender sobre si propria antes de arrumar outra pessoa para você cuidar/cuidar de você. Eu nem isso sei fazer mas felizmente (nem sei como) eu consegui arrumar alguém que vai aprendendo com o tempo também. Já faz 2 anos e 3 meses que estou namorando com o André e temos nossos altos e baixos mas ele é uma pessoa tão paciente hahaha

    Mas eu gosto de cachorrinhos e gatinhos... especialmente bebés... ;-;
    Por exemplo, eu adoro todo tipo de cachorro (o Husky me dá um pouco de medo mas eu nao nego um carinho ahaha) mas o meu favorito é beagle, sempre que o André vê um, pelo menos uma foto tira para mostrar pra mim... depois eu tenho vontade de mata-lo PORQUE EU QUERO UM TAMBÉM ahaha mas isso significa que ele lembrou de mim e quis mostrar pra mim um momento da vida dele que eu estava ausente... Eu acho isso fofo ;-;

    Bom e é isso, que você ache um amor quando você se sentir preparada, ou então deixa pra la, vc deve aproveitar a vida do jeito que você acha o certo ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahah as vezes o amor te acha antes de tu se sentir preparada, não sei se isso é bom ou ruim, mas acho que sou diferente da maioria das mulheres (mas sem generalizar), meus ideais são outros, meus gostos também, não gosto de mimimi e sou muito séria e chata com brincadeiras bobas! Isso dificulta um pouco!

      Excluir
  2. Estamos no mesmo barco, miga /:

    ✦ ✧ http://bruna-morgan.blogspot.com ✧ ✦

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, faz parte da vida. Mas eu ainda não decidi cortar as coisas na minha, como relacionamentos e meu cabelo!

      Excluir

Deixe um comentário aqui!
Comentário sujeito a moderação.

Era uma vez, uma menina... © Copyright 2011 - 2016. - Versão 9. Little nymph. Ilustração Martina Naldi. - Original de Muryel de Oliveira. Tecnologia do Blogger.