A menina


Eu vi uma menina correndo pela floresta, longos cachos cor de cobre, o vestido âmbar.
Ouvia-se os cavalos não muito longe
A terra estava molhada e escorregadia
O medo banhava seu corpo

Ela corria
Lágrimas caiam de seus olhos
As sardas do seu rosto escondidas pela terra
A floresta pregava peças nas pessoas

Os olhos atentos perderam-se
E os cavalos estavam cada vez mais perto
Os homens de ferro queriam pegá-la
Mas para onde fugir?

No meio da clareira
Olhando para o topo das árvores
Um raio de esperança
Brindou-lhe os olhos

Uma mão, um sujeito
Um anjo salvador
Puxou-a para as árvores
Ajudou-a escalar

Os cavalos passaram abaixo de seus pés
Estava salva
Nos braços daquele jovem de cabelos negros como a noite
Olhos distantes e sorriso inocente

Ah, o amor
Nunca seria o mesmo após aquele dia
Acordou como se estivesse em um sonho perfeito

De volta para sua dura realidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário aqui!
Comentário sujeito a moderação.

Era uma vez, uma menina... © Copyright 2011 - 2016. - Versão 9. Little nymph. Ilustração Martina Naldi. - Original de Muryel de Oliveira. Tecnologia do Blogger.