Citações de Ônibus


É triste quando as pessoas bitoladas te julgam. Só quem passou por situações ruins sabe o que é ficar desesperado e sem ter a quem recorrer. O peito dói e a fome não vêm, é triste.

O medo te toma por inteiro, então a onda passa e a calmaria vêm. Não julgue, tente se por no lugar do outro, ele deve ter bons motivos para ter feito ou causado a situação que você está julgando agora. Então pense bem antes de tudo.

6 comentários:

  1. Com motivo ou não, errar faz parte da criação da personalidade. E, tudo, tudo no mundo do Ser-aí é subjetivo, uma vez que, todo julgamento é formado por concepções falhas, impostas por outro. Sendo que na maioria das vezes, o critico foi outrora criticado e subjugado não pelo mesmo fato, porém cria com isso esse falso senso de falso moralismo em virtude da tal repreensão. Se isso ocorreu com você, lembre-se: Somos todos microcosmos interagindo no macro, logo, o seu mundo é apenas seu, e apenas você poderá mudar o que ocorreu ou crescer com isso. Todos erram. E outra, não existe esse papo de "erro" e "pecado", só existe progresso... A não ser que você tenha nascida perfeita... E quem é que nasce perfeito?! E o que é perfeito?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bela resposta. Escrevi isso após ter visto um filme sobre estupro, o cara conheceu ela pelo chat, disse que era um jovem, após um tempo foi se dizendo mais velho e mais velho, ele marcou um encontro e levou a menina de 16 anos para o motel, foi horrível, meu deus, só de ver me senti muito mal.
      A menina tentou se matar por causa disso, pessoas julgando e muito mais. Não passei por isso, mas sei o que é ser julgada por coisas que não fiz, não gosto disso, cada um que cuide do seu "rabo". É o que eu penso.

      Excluir
  2. "nascida perfeita" putz!
    Eu já vi esse filme tb. Embora ele não tenha sido baseado em fatos reais, ele é, de certa maneira, real.
    E na realidade, o filme é mais focado em torno da pedofilia, pois houve o consenso da menina, porém, assim como o direito e a psicologia entendem, ele não estava apta para discernir uma coisa da outra.
    Nos EUA, que é onde passa o filme, eu não sei. Mas no Brasil já não se é dado como caso de estupro ou de pedofilia, quem de 15 ou mais anos de idade consentir com o fato. Claro, sem o consenso é configurado estupro. Agora, 14 ou menos, embora haja a permissão, é entendido como "estupro presumido", pois o menor não tem a capacidade de julgar as coisas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O nome do filme é "Confiar" ou algo assim. Deu de madrugada a umas semanas atrás na globo.

      Excluir
  3. Era esse filme msm.
    Mury, feliz natal e feliz ano novo para você!
    Muito amor e sucesso em 2014!
    Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada e igualmente, sou boa com as palavras, mas para felicitações sou péssima! kkkk

      Excluir

Deixe um comentário aqui!
Comentário sujeito a moderação.

Era uma vez, uma menina... © Copyright 2011 - 2016. - Versão 9. Little nymph. Ilustração Martina Naldi. - Original de Muryel de Oliveira. Tecnologia do Blogger.