Coração de Ferro


Eu sou um amontoado de emoções
Sentimentos gravados em meu coração de aço
Não sei em que direção eu vou
Nem sei por onde começar

Estou perdida neste mundo vazio
Por todo o lado vejo pessoas frias
Vazias de sentimentos
Elas pisam em mim

Não sou nada e ao mesmo tempo sou tudo
Tudo o que elas desejariam ser
Maquina perfeita, um corpo eterno
E um coração artificial que consegue amar

Eu verei sua vida vazia passar
Eu o amarei e sei que você não vai notar
Pois, você é cego e não vê um palmo a sua frente
Você é 100% razão e não há espaço para emoção

Se eu que sou de ferro posso amar
Porque a humanidade de carne e ossos não?
Varias vidas, milhares de encarnações
Quem sabe em uma próxima vida, você me veja


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário aqui!
Comentário sujeito a moderação.

Era uma vez, uma menina... © Copyright 2011 - 2016. - Versão 9. Little nymph. Ilustração Martina Naldi. - Original de Muryel de Oliveira. Tecnologia do Blogger.