Pin Up


Durante a Segunda Guerra Mundial, as atrizes se vestiam de forma romântica e sensual para alegrar e divertir os soldados. Os soldados colecionavam fotos e desenhos dessas atrizes vestidas de um jeito diferente e as penduravam na paredes dos alojamentos, daí o termo “pin-up”, que significa “ser pendurada”.



É um termo para representação de mulheres voluptuosas, em lingeries sensuais mas não muito reveladoras, cinta-liga, saltos altíssimos, cabelos com cachos glamorosos e batom vermelho. Tudo isso em uma aura de inocência num tom provocativo e instigante. A vulgaridade passa longe do estilo pin-up!

Apesar de ter dados ligados ao surgimento das pin-ups desde 1890, foi na década de 1940 que elas fizeram grande sucesso e povoaram os sonhos e desejos dos homens da época.

Dentre todas, as representantes mais conhecidas do estilo são: Marilyn Monroe, Betty Grable, Rita Hayworth e Dita Von Teese.

Todo mundo tem no guardarroupa algumas peças que lembram o estilo retrô/vintage. O que já é um bom começo!


Vale roupas que marcam a cintura, vestido de bolinha, meia ⅞, bandana, corpete, batom forte, delineador, cerejas e por aí vai… As roupas pin-ups costumam mostrar partes (muitas vezes discretas, porém provocantes) do corpo feminino. Que seja um ombro pra fora, decote, ou a meia-calça aparecendo. Além é claro, dos sapatos de salto alto, que torneiam ainda mais as pernas e deixam a mulher com uma postura ainda mais tentadora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário aqui!
Comentário sujeito a moderação.

Era uma vez, uma menina... © Copyright 2011 - 2016. - Versão 9. Little nymph. Ilustração Martina Naldi. - Original de Muryel de Oliveira. Tecnologia do Blogger.