O que eu aprendi com meu Pai?


Ontem foi Dia dos Pais e o primeiro dia que eu furei o BEDA, me sinto triste e feliz ao mesmo tempo porque foi o primeiro final de semana em muitos que eu fiz coisas que eu queria em vez de coisas que eu devia ou precisava fazer. Primeiro eu pensei "tenho meia hora pra escrever algo e rezar pro meu pc colaborar" o que ele não iria fazer, dai disse "foda-se, não vou fazer, vou terminar de fazer os cookies e pintar as minhas unhas e amanhã vou na entrevista de emprego" (aliás, passei).

Nós hoje de manhã!
Falando em emprego, foi ele que me acordou as 5h45min da manhã pra irmos no mesmo ônibus, pra ele me mostrar o lugar pra descer. Entre muitas outras coisas da vida. Deixa eu listar:

  • Meu pai me ensinou a amar a natureza; 
  • A respeitar as pessoas;
  • A não ser rude;
  • A ter bom gosto musical;
  • A amar os livros e as histórias tanto quanto amo a mim mesma;
  • A sempre dizer a verdade, não para os outros ou por eles, mas por mim e para mim;
  • A não pegar nada que não fosse meu;
  • A trabalhar com o que eu gosto e com o que eu não gosto;
  • A fazer minha arte e valorizar ela;
  • A não precisar de homem pra fazer as coisas pra mim;
  • A ser independente;
  • A não pedir dinheiro emprestado se eu não puder devolver;
  • De preferência não pedir;
  • A ter responsabilidade com as coisas que eu me comprometi;
  • Ser pontual;
  • Cumprir o que eu prometi;
  • A me amar e não deixar ninguém pisar em mim;
  • E que a fé é poderosa e move montanhas!
Eu e ele
A vida e as pessoas costumam te ensinar muitas coisas o tempo todo, mas nada é mais especial do que as coisas que você aprende em casa, no seio familiar, no aconchego e com jeitinho. No final, quando você quer chorar por causa de um dia difícil o que vai te dar colo são aquelas lembranças de amor e de confiança de quando você era pequena e tinha um colo para pedir caso caísse. 

Não sei quanto tempo terei ele, dez, vinte ou mais trinta anos. O que importa é que ele me ensinou valores muito bons sendo ele mesmo, com exemplos e ruins. Uma vez eu disse pra ele (e ele ficou bravo) "pai hoje eu vejo que tu não é um deus, tampouco um super herói, tu é só um homem e isso é tão bom, te coloca mais alcançável pra um colo ou um desabafo, porque hoje eu sei que meu pai também erra, e não há nada de errado nisso".

Enfim, bons ou ruins, pais são pais. 

E esse post faz parte...

2 comentários:

  1. ai que lindo, os pais são nossos alicerces né? Eu tive meu avô que foi meu pai por muito tempo, e o pai que a vida me deu seu Joelson, por que o biológico nem se quer conheço, e não sinto a menor falta. Tenho muita sorte de ter dois pais que me amam muito <3

    Ah... respondi a tag que você me indicou, quiser da uma olhadinha nas minhas respostas

    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah sim, eu sempre digo pai é quem cria. Se outro tivesse me criado que não meu pai ele seria meu pai igual!

      Excluir

Deixe um comentário aqui!
Comentário sujeito a moderação.

Era uma vez, uma menina... © Copyright 2011 - 2016. - Versão 9. Little nymph. Ilustração Martina Naldi. - Original de Muryel de Oliveira. Tecnologia do Blogger.