Resenha: No mundo da Luna - Carina Rissi


Aparentemente eu sou suspeita para falar da Carina Rissi, amo suas obras e a sua escrita. Acredito também que ela evoluiu no quesito sexo, nas suas histórias, elas estão mais quentes e apaixonantes! Porém, já digo que essa não foi lá a melhor das leituras que eu fiz de Carina. Mas, vamos apresentar o livro primeiro! 

Achei super legal o fato de envolver duas coisas que eu gosto (astrologia/horoscopo e tarô), mas nem tudo são flores, ela não é obrigada a ter uma história bombastica atrás da outra assim como nós leitores não somos obrigados a adorar tudo que ela escreve. 

Carina continua sendo minha autora brasileira favorita, porque poetisa é a Cora Coralina, amo a Clarice Lispector, ela é diva, mas é outro tipo de literatura! Não vou mais me demorar, vamos resenhar!

Informações:
(Skoob)
Ano: 2015
Páginas: 476
Editora: Verus Editora
Avaliação: ★★★
Sinopse Skoob: A vida de Luna está uma bagunça! O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe vive trocando seu nome.
Recém-formada em jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos&Furos. Mas, em tempos de internet e notícias instantâneas, a revista enfrenta problemas e o quadro de jornalistas diminuiu drasticamente. É assim que a coluna do horóscopo semanal cai no colo dela. Embora não tenha a menor ideia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Afinal, quão complicado pode ser criar um texto em que ninguém presta atenção?
Mas a garota nem desconfia dos perigos que a aguardam e, entre muitas confusões, surge uma indesejada, porém irresistível paixão que vai abalar o seu mundo. O romance perfeito não fosse com o homem errado. Sem saída, Luna terá que lutar com todas as forças contra a magia mais poderosa de todas, que até então ela desconhecia: o amor.
Com seu estilo ágil e fluido, Carina Rissi criou em No mundo da Luna uma leitura viciante, permeada de humor, magia e paixão, que vai conquistar você do início ao fim.
Resenha:

Tem a Luna, ela é de família cigana, mas meio que não é também. A mãe dela casou com um "não cigano", o que acabou afastando ela da cultura da avó e dos demais parentes. Porém, a avó vivia lhe dizendo que ela tinha o sangue "mágico" e que ela deveria aprender a cultura. Mas Luna não dava a mínima. Ela mora com sua amiga arquiteta bem sucedida, e trabalha na recepção da Fatos&Furos, embora seja uma jornalista recém formada não tem sua própria coluna, sequer um bom lugar na revista. Sem contar no chefe nerd mal humorado Dante que erra o nome dela, sempre a chamando de Clara!

Nisso a vida da Luna da uma reviravolta, alguns redatores saem da revista e Dante acaba jogando Luna para o horoscopo, sendo que ela não sabe nada sobre isso e entra em pânico, só que, ela afirma pra Dante que sabe alguma coisa sobre, o que não ajuda nada ela a evitar a enrascada que ela acabou se metendo! Ela acaba caindo com tudo numa loja esotérica e a vendedora lhe entrega um baralho cigano velho, dizendo que é de uma tal Cigana famosa e que nunca errava uma. Ela compra e começa a fazer o horoscopo baseado no que vê nas cartas, só que o que ela não esperava é que o que ela prevê acaba acontecendo. 

O cara certo pra ela aparece, uma forte paixão por alguém que ela já conhece, ou um gasto inesperado com o carro que quebrou e ajudou a se aproximar ainda mais do irritante Dante da tatuagem de asas de anjo nas costas. Aquele nerd feio e mal arrumado que não era assim tão feio ou tão mal arrumado. Os pequenos acontecimentos da sua família, acidentes, mentiras envolvendo a concorrência etc. E, quando Luna acha que nada mais pode piorar, piora! 

Ela não é a ex namorada top model de Dante, se sente mal, um lixo (maldita baixa alto estima das morenas de cabelo rebelde), sua melhor amiga a deixa, ela pensa estar grávida, o irmão está no hospital e sua avó brigou com ela por mal uso da magia. E, se ainda não bastasse Dante a demite acusando-a de traição por conta de uns freelances na concorrência! 

Mas, como em todo bom best-seller tudo acaba bem!

Considerações:

Achei Dante lindo, mas irritante, era "meu anjo" pra cá e "meu anjo" pra lá, dando uma referência tosca a tatuagem de asas de anjo em suas costas, acho que poderia ser mais sutil. Achei os personagens meio sem conteúdo, na verdade. Luna tem uma personalidade forte, como toda boa heroina da Carina Rissi, mas eu achei ela meio clichê demais! Tudo bem que eu amo a Sofia, a Alícia ou a Júlia, mas a Luna me deu uma decepcionada básica. 

Carina é famosa pelas histórias com um "mal entendido por trás do amor verdadeiro" que quase acaba com tudo e por um vilão que ninguém esperava, que antes do personagem descobrir eu já fico desconfiada (muito CSI na minha vida). No mais, é uma boa trama envolvendo a história do povo cigano, que tem todo o meu respeito. Magia, vidência e afins! Luna me lembra a Eddie Van Feu (joguem no google) fisicamente, a imagem prendeu na minha cabeça de uma forma impossível de tirar! 

Outra coisa que achei legal é, no final de cada capítulo, se a Luna fez o horoscopo da semana, ele sai como se fosse em uma revista, é bem bacana! Me peguei lendo o horoscopo de peixes cheia de expectativa! 

Enfim, espero que tenham gostado, apesar de ser a primeira resenha "negativa" que eu faço, acho que por isso eu estava adiando ela. Minha prima leu e amou, então, vai de cada um. Leia e conte o que acha, só isso! Boa noite, bom carnaval e boa leitura!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário aqui!
Comentário sujeito a moderação.

Era uma vez, uma menina... © Copyright 2011 - 2016. - Versão 9. Little nymph. Ilustração Martina Naldi. - Original de Muryel de Oliveira. Tecnologia do Blogger.