Conto de além da vida na Terra


Minha bisavó me contou uma história, foi um dia, desses bem comuns, quando nós nos sentamos na beirada da janela e contemplamos o céu. Gostaria de poder sentir o cheiro das árvores, pensei, então ela suspirou e disse, naquela sua voz rouca e cansada, porém suave.

- Sabe, minha querida, nem sempre o mundo foi assim, intocável. 

- Eu sei bisa, eu li naquele e-book da escola. 

- Não, meu bem, tu não sabes nem a metade. O cheiro das árvores, da chuva e da terra molhada, da lama, dos pés descalços na grama e de contemplar uma abelha em seu voo ligeiro. 

Então, fiquei em silêncio por uns segundos fitando seus olhos vagos, perdidos nas lembranças do passado.

- Como chegamos até aqui? O que aconteceu realmente, que a história omite? 

- Foram os homens gananciosos, primeiro vieram as queimadas, o desmatamento, e por consequência o efeito estufa. Depois as inundações repletas de resíduos tóxicos industriais, a floresta, os rios e lagos morreram, os peixes, os animais terrestres e logo depois as aves. Flores e insetos. Hoje eles tentam reconstruir a beleza da terra verde e azul, mas nada será como aqueles lindos dias de glória em que nós vivíamos pensando no dinheiro e trabalho, longas jornadas de trabalho exaustivas. Presos em ternos e amarrados em gravatas numa sala com ar gelado. Nós nos perdemos naquela curva chamada corrupção, minha querida. Lembre disso. 

Então ela sorriu, um sorriso triste e melancólico. Foi nesse dia que eu soube que jamais seria assim, mesmo que nunca chegasse a ver uma árvore no jardim em toda minha vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário aqui!
Comentário sujeito a moderação.

Era uma vez, uma menina... © Copyright 2011 - 2016. - Versão 9. Little nymph. Ilustração Martina Naldi. - Original de Muryel de Oliveira. Tecnologia do Blogger.