Carta ao meu grande amor


Inspirado no filme “Se eu ficar”

   Meu amor, é a ti que dedico estas palavras, e sabendo que palavras não são o bastante para expressar tudo o que vivi e viverei, tudo e todos que amei, os obrigados e desculpas não ditos. Eu quero que mesmo que eu seja fraca e erre, mesmo que grite e chore, quero que fique comigo, como for, como der. Ah, amor, eu sofro tanto só em pensar em perdê-lo, não se vá e não me deixe ir, jamais.

    Se eu pedir “fique comigo”, tu ficarias? Eu sei dos meus defeitos, mas até um super herói tem uma fraqueza. Eu sou egoísta, sei que todos vêem isso, sei principalmente que tu vê, e tu me vê tão bem, sabe ler entre as minhas páginas amassadas e borradas, aquelas tristes e vazias que não permito que ninguém veja.

   Não se sinta só, pois nós sabemos o que é isso, eu estarei aqui, sempre, mesmo longe, mesmo quando nossos corpos forem poeira no espaço, seremos poeira de estrelas, e estrelas brilham, nós brilhamos, nosso amor brilha. Então apenas fique, e seremos fortes. 

   Tivemos e teremos bons motivos para ir, mas serão ou foram maiores dos motivos para ficar? O que será de mim se tu for para o horizonte distante? Quem será o espelho das minhas melhores faces e também dos meus olhares mais sombrios? Quem olhará pra mim dizendo “Tu está errada”, com um olhar de “Mesmo assim EU te amo”? Quem?

   Me abrace uma vez mais, como quando éramos mais jovens e os problemas suportados com uma canção lenta, uma valsa entre o sofá e a pia da cozinha. Quem me manterá nos braços até eu dormir e quem me acordará aos beijos ao domingo? Me pergunto, quem poderá um dia ensaiar te substituir, jamais, jamais o farão. 

   No tarô tem uma carta, A Estrela, ela lhe guarda segredos e presentes brilhantes, feche os olhos e basta desejar, que estarei em teus pensamentos, jamais esqueça quem te ama, quem tira o melhor de ti e quem mostra o quão ruim tu está sendo. São esses olhos castanhos, meio sem definição, e esse coração tão cheio de duvidas que te amará eternamente. 

   Sei que essa carta é só mais um monte de bobagens, mas eu vim e fiquei por um motivo, então, fique comigo só mais um pouco. 
Att. Seu Amor

2 comentários:

  1. Poxa que... kawaii ;-;
    Não vi o filme mas ja to pensando em ver... não sei pq mas sinto que é um filme com final trsite, estou certa? e-e'

    Meus parabéns, cada dia os seus textos estão mais tocantes! >-<)b

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahah obrigada, que bom que gostou, o filme não tem um final triste, mas ele fica no ar, estou lendo os livros, então...
      :)

      Excluir

Deixe um comentário aqui!
Comentário sujeito a moderação.

Era uma vez, uma menina... © Copyright 2011 - 2016. - Versão 9. Little nymph. Ilustração Martina Naldi. - Original de Muryel de Oliveira. Tecnologia do Blogger.