Nada



Eu lhe perdoo
Pobre criança que não sabe amar
Perdida em conflitos internos
E sem motivos

Todo meu amor
Dei para ti
E o que fizeste?
Guardaste o no bolso

Sinto-me esgotada
Sem paciência
Sem contar até 10 lhe respondo
Sem hesitar ou pensar duas vezes

Não posso ser a mesma tola duas vezes
Não posso persistir em um sentimento não mutuo
Não consigo continuar andando como se nada houvesse acontecido
Tudo o que passou, ficou lá, no passado

Não pretendo desenterrar tudo novamente
Ah, não mesmo
Só quero que sinta meu sentimento
O que você sente vindo de mim?

Um vazio, não é mesmo?
Pois é, é esse meu sentimento por você agora
Nada mais que nada
Um vazio eterno

Depois de muitos tombos
De muitos encontros frustrantes
Aprendi que o lado mais triste do amor
É não sentir mais nada

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário aqui!
Comentário sujeito a moderação.

Era uma vez, uma menina... © Copyright 2011 - 2016. - Versão 9. Little nymph. Ilustração Martina Naldi. - Original de Muryel de Oliveira. Tecnologia do Blogger.