Lagrimas Negras



São como lagrimas negras,
Manchando e borrando minha alma.
Lavando os tons rosados,
E deixando as mais tristes lembranças.

Eu tento, eu corro, mas, nada muda...
O mundo gira e eu não saio do lugar,
As lagrimas escorrem pelas paredes, pelo chão...
Tornando tudo um borrão escuro.

Lagrimas negras, lavem minha alma,
Deixe o vazio, sim, o vazio já basta.
Levem tudo embora, não deixem nada,
 As cores são um brilho distante, manchadas de preto.

Chorar não basta, sentir, lutar é o que importa,
Manchem-me de preto, negras lagrimas de dor.
Eu grito, corro pelo vazio do meu coração sofredor,
Deixando para trás os tons rosados e me perdendo no vazio...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário aqui!
Comentário sujeito a moderação.

Era uma vez, uma menina... © Copyright 2011 - 2016. - Versão 9. Little nymph. Ilustração Martina Naldi. - Original de Muryel de Oliveira. Tecnologia do Blogger.