Caquinhos de ilusão



São como cacos, pedaços de ilusão que rondam minha alma
Que me fazem acreditar em como a vida é bela
Em como é dolorida e como fere!

São pedaços de ilusão do meu coração manhoso
Ela é uma flecha que atinge fundo minha alma
Fazendo meu coração de vidro virar em mil pedacinhos
Mil caquinhos que ilusão

Até hoje não sei o que fiz de errado, em que ponto errei
Talvez errei em amar e acreditar demais
Em todas as mentiras sussurradas ao pé do meu ouvido
Com uma voz doce e melodiosa!

Todos meus sonhos viraram caquinhos caídos pelo chão
Mas não são cacos de dor, não, não são
São cacos de alegria, de ilusão
Pois o perdedor não é aquele que acredita
Mas sim aquele que cria a ilusão no teu coração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário aqui!
Comentário sujeito a moderação.

Era uma vez, uma menina... © Copyright 2011 - 2016. - Versão 9. Little nymph. Ilustração Martina Naldi. - Original de Muryel de Oliveira. Tecnologia do Blogger.